Hope Sandoval & The Warm Inventions – Through The Devil Softly

31.08.2009 — Música, Resenhas

Hope Sandoval & The Warm Inventions
Through The Devil Softly
(Nettwerk Records; 2009)

Bavarian Fruit Bread (2001), primeiro disco solo de Hope Sandoval, parecia que ia quebrar a qualquer momento com toda sua fragilidade musical, lentidão e melancolia. Um álbum desses resultaria em um verdadeiro desastre nas mãos da grande maioria dos artistas em que consigo pensar, mas não nas de Hope. A linha de metalofone de “Suzanne”, o violino que vai e volta e se confunde em “Feeling of Gaze”, uma das melhores canções da cantora, a melodia e o refrão de “Charlotte”, o vocal arrastado da faixa título e a guitarra de “Around My Smile” elevam Bavarian Fruit Bread a uma obra completa, concisa e muito bonita.

Mas, calma. Estou aqui para falar de Through The Devil Softly, seu novo álbum solo, que chega oito anos após seu último lançamento.

Se Bavarian Fruit Bread me soava frágil, vejo Through The Devil Softly mais contundente nos instrumentos e na produção sem abrir mão de todo o minimalismo já marcante. Há, na falta de uma palavra melhor, uma confiança bem sutil e envolvente pairando todo o disco.

Aqui e ali, dá quase para sentir mais movimentação em sua performance. Algumas guitarras invadem o espaço onde antes haveria um silêncio intocável, alguns backing vocals preenchem outros vazios e até para ir um pouco além na melancolia, Hope parece mais confiante.

Through The Devil Softly não é um disco nada fácil, pois se antes parecia que Hope Sandoval iria partir ao meio, agora ela parece disposta a te encarar, ouvinte, com sua voz e jeito suaves, o que é mais intimidante ainda. Tenho quase certeza que você sairá com o rabinho entre as pernas. De vez em quando isso é bom.

Denis Fujito

Nota:

Tags: