Jim O’Rourke – The Visitor

07.09.2009 — Música, Resenhas

Jim O’Rourke
The Visitor
(Drag City; 2009)

O norte-americano Jim O’Rourke é responsável por muitas coisas boas no mundo da música. Há quem discorde, mas sua participação no Wilco em trabalhos como Yankee Hotel Foxtrot e A Ghost Is Born é bastante digna. Isso sem contar o que ele fez como membro do Sonic Youth. Sua discografia solo também é muito rica, com álbuns impressionantes – sendo Eureka, de 1999, o meu preferido.

Já são oito anos no total desde seu último álbum de estúdio. The Visitor conta com apenas uma faixa-título instrumental com 38 minutos de duração. Entretanto, o que poderia assustar alguns e soar como algo experimental é, na verdade, de agradável e fácil apreciação.

“The Visitor” é perfeita para servir de trilha sonora para um dia calmo, como o som ambiente de um feriado ensolarado e tranquilo. Há muitos momentos charmosos durante a canção, como nos andamentos com banjo e da bateria, além do delicioso som do baixo e do piano que estão presentes em sua totalidade.

Sonoramente, o álbum se assemelha a Bad Timing (1997), apesar de não apresentar nenhum elemento eletrônico. Tudo parece ter sido gravado de forma livre e sem grandes preocupações. Isso não quer dizer que The Visitor tenha defeitos sonoros: Jim O’Rourke é um produtor impecável e seu novo álbum é um claro exemplo disso. É importante dizer que o disco não é pra qualquer momento. Seu fluxo quase sempre calmo requer certa atenção, e não recomendaria ouví-lo na rua com iPod, por exemplo.

Mas quem assim como eu prefere a veia mais pop do músico e produtor de Chicago não deve deixar The Visitor de lado. É um excelente disco que não perde em quase nada para os melhores de sua carreira.

– Six

Nota:

Tags: