New Bums – Voices In a Rented Room

06.04.2014 — Música, Resenhas

New Bums

Voices In a Rented Room

(Drag City; 2014)


Eu baixei o disco do New Bums, Voices in a Rented Room, e o escutei uma, duas, três vezes e parecia que toda a empolgação e animação antecipada em escutar a um trabalho em conjunto de Donovan Quinn (Skygreen Leopards) e Ben Chasny (Six Organs of Admittance) se transformou em leve decepção. Por isso deixei o álbum para lá. Mas passadas algumas semanas, quando voltava caminhando para casa, coloquei o meu fone de ouvido e resolvi dar uma nova chance ao disco. Só então pude me redimir e entender que Voices In a Rented Room é um disco que requer intimidade, cumplicidade e atenção.

As vozes frágeis e os violões de “Black Bough” invadiram a minha cabeça com a liberdade que Marc Bolan particularmente tinha em seu Tyrannosaurus Rex, a grande virtude dos New Bums. Não a influência de Marc, mas a liberdade que tem e sempre tiveram em seus outros projetos. Pelado de roupas e com esse espírito, Voices In a Rented Room segue o restante do disco guiado pelas duas vozes, os dois violões e pela liberdade.

Seja pela simplicidade de “Pigeon Town”, pelos belos solos de “Your Girlfriend Might be a Cop”, pela psicodelia preguiçosa de “Sometimes You Crash”, pela energia que uma leve bateria dá a “Your Bullshit”, pela beleza do vocal em “It’s the Way”, pela estrutura mais tradicional de “Burned”, pela melancolia de “Town In the Water” e pela imediatez de “Mother’s Favorite Hated Son”. A beleza de Voices In a Rented Room passa por todos esses elementos e pela facilidade da dupla em manter o disco sempre fresco, mas chega apenas à mente de quem estiver aberto à intimidade de Donovan e Ben, para quem quiser uma cumplicidade e ter a sua mente mexida pela simples liberdade musical da dupla.

“Black Bough”

Nota
▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒
8.0