Umlaut – To Your Poverty Quietly Go

04.09.2014 — Música, Resenhas

Umlaut

To Your Poverty Quietly Go

(Romero Records; 2014)


Cinco anos após surpreender com seu excelente primeiro trabalho fora do Mr. Bungle e Secret Chiefs 3, Clinton “Bär” McKinnon ressurge em 2014 com To Your Poverty Quietly Go, o segundo disco da banda que formou ao se mudar para a Austrália um bom tempo atrás, o Umlaut. Em linhas gerais, tudo continua bastante similar no que diz respeito à sonoridade do trabalho auto-intitulado, mas dessa vez a produção está mais bem feita e, consequentemente ou não, mais grandiosa. Por fim, as composições continuam afiadas como sempre.

Se você conhece e gosta do Umlaut (nós gostamos bastante), sabe o que esperar antes mesmo de apertar o play: músicas quase sempre instrumentais bem trabalhadas e ligeiramente complexas, com destaque para vários teclados intercalados com belos golpes de saxofone, o instrumento principal de Bär. Apesar de o Umlaut fazer o som mais próximo do Mr. Bungle vindo de um ex-integrante do grupo, vale dizer que, talvez pela “limitação” de McKinnon (afinal de contas ele nunca foi um dos principais compositores da banda), as coisas aqui são um pouquinho mais simples. Mas, nem por isso, piores, já que ele sabe espremer o melhor de si justamente por saber até onde consegue chegar.

Dá pra notar que Bär e o Umlaut cresceram em todos os sentidos. Se por uma lado dessa vez não temos hits como “Atlas Face”, cantada por Mike Patton, e “Chill Pill”, as mais “chicletes” do álbum de estreia, sobram canções gigantemente belas e marcantes, como é o caso de “Dominate Television Snack-Time”, “Bella Lucia” e “The Eleventh Victim”.

É uma pena o Umlaut não ganhar a mesma atenção do Secret Chiefs 3, dos vários grupos de Mike Patton ou até do que faz Trevor Dunn, já que, se você tem como alicerce para esse tipo de som o Mr. Bungle, deve ficar bem esperto ao que vem fazendo a banda de Bär McKinnon: ela me parece sempre ser um elo que conecta todas as referências daquele que, na minha opinião, foi um dos mais importantes nomes da música feita na década de 90. Nem preciso dizer, fones de ouvido são altamente recomendados.

Ouça o disco inteiro no Rdio:


Ou um pedacinho de várias canções no SoundCloud:


__________

Nota
▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒
8.5