Ducktails – St. Catherine

22.07.2015 — Música, Resenhas

ducktails-st-catherine-cover

Dentro do suburbano e lindo som que o Real Estate faz, Matt Mondanile é o cara responsável pelos riffs e solos, na maioria das vezes, harmônicos e complementares. Ele não tem voz ativa nas performances, mas sem a sua calada presença no canto do palco o Real Estate seria um grupo, no mínimo, banal. Sem alguém para enfatizar as suas belas melodias ou preencher o vazio tão chamativo, como é o do Real Estate, o indie rock suburbano invariavelmente se transforma em paisagem. Cena que poderia muito bem se aplicar ao som que Matt faz quando está sozinho, com o seu Ducktails, mas se lhe falta um companheiro para enfatizar todas as suas ideias e melodias, Matt compensa com a sua real habilidade: a sensibilidade.

St. Catherine, novo do Ducktails, é mais um disco que passa sem deixar grandes pegadas, pois o som é leve, sem contrastes de uma faixa a outra, de interlúdios instrumentais guiados por sua guitarra limpa e melodias vocais constantes. Porém, Matt trabalha em cima de alguns pilares que extrapolam a análise mais cínica e pilares nos quais confio: beleza, simplicidade e leveza.

Claro que existem faixas que se destacam mais que outras, como “Headbanging in the Mirror”, “Surreal Exposure”, “St. Catherine” e “Medieval”, mas é a consistência das melodias e a leveza da fé de Matt que fazem de St. Catherine o seu melhor e mais honesto lançamento até hoje. Todo o meu cinismo e falta de habilidade em me surpreender vão evaporando ao longo do álbum, deixando apenas aquela sensação boa pós-brisa ou pós-prece.

7.5