Daniel Romano – If I’ve Only One Time Askin’ (New West Records; 2015)

16.09.2015 — Música, Resenhas

Daniel-Romano-If-Ive-Only-One-Time-Askin

Eu não sabia que ainda podia me surpreender com o country norte-americano. Achava que em pleno ano de 2015, eu sabia o que esperar do estilo. E If I’ve Only One Time Askin’, quarto disco do canadense Daniel Romano, entrega exatamente o que eu esperava, mas toda vez que escutei as doze faixas do álbum, e não foram poucas, sai um tanto surpreso e emocionado.

A produção impecável do disco, o fato de Daniel ter tocado praticamente todos os instrumentos do álbum, o destaque bem distribuído para a voz e para todos os outros instrumentos, os lindos arranjos de piano, os refrões que eu já sabia cantar depois de duas ouvidas, o clima totalmente nostálgico com o fato do álbum ser conectado por mini interlúdios lindos, as típicas baladas country de um trovador caipira da cidade e também todo o sentimento tongue-in-cheek que só os cantores do estilo conseguem reproduzir tão bem. De faixa em faixa, o álbum surpreende pela consistência, pela beleza e pela maturidade de Daniel Romano em fazer um disco country com tamanha classe.

Eu me lembro bem de quando era mais jovem e gostava de me surpreender com as minhas descobertas musicais. Lembro quando ouvi ao Psychocandy, do Jesus and Mary Chain, pela primeira vez numa Saraiva de um shopping qualquer, por exemplo. Lembro de ter levado o disco até o cara que tirava o CD da caixinha e botava para tocar num player com um fone de ouvido gigante preso ao balcão. Lembro do choque inicial de não entender o que era aquele barulho todo sem melodia. Lembro também da primeira vez que meu irmão mostrou uns CDs J-Pop que ele havia comprado no Japão e o grande ponto de interrogação que surgiu na minha cara porque algumas daquelas músicas não pareciam ser de verdade, sérias. Pois eram. Enfim, lembro do choque que era ser um pré-adolescente e ter vários mundos de descobertas musicais à frente.

Hoje a classe de If I’ve Only One Time Askin’ me basta. Daniel Romano me convenceu bem disso, pelo menos nesses quarenta minutos de pura beleza.

8.3