5 músicas da semana – 17/01/2016

20.01.2016 — Blog

Mogwai Band Photo September 2013

1. Mogwai – “U-235”

Ano passado o Mogwai gravou a trilha sonora do documentário Atomic: Living In Dread and Promise, dirigido por Mark Cousin. Esse ano o grupo escocês está retrabalhando nas canções e fazendo um álbum de dez faixas com esse material. “U-235” é a primeira a sair do disco e é tudo que se imagina quando colocamos o Mogwai para tratar de um período tão intenso quanto o nuclear. Um tanto sinistro com o synth à John Carpenter no início que vai se transformando numa trilha bem retro-futurista mas mais orgânica, mais Mogwai. (Denis Fujito)

2. Kanye West — “No More Parties In LA”

Na semana passada a gente colocou o trechinho de “No More Parties In LA” como uma das músicas da semana, então é claro que ela inteira, com a participação do Kendrick Lamar na íntegra, com a produção impecável e irretocável do Madlib, com o Kanye West cuspindo versos como se mastigasse um chiclete suculento, estaria aqui de novo. Seis minutos maravilhosos. (Flávio Seixlack)

3. Erykah Badu — “TRILL FRIENDS : BADU WHODINI rough mix”

Kanye West soltou “Real Friends” dia desses e, de repente, ouvimos Badu remixando a canção em “TRILL FRIENDS” e mandando uma letra nova por cima, assim como fez com “Hotline Bling” do Drake. Sério, tem alguma coisa que essa mulher não consiga fazer? (FS)

4. Bonnie “Prince” Billy – “The Cross” (Prince cover)

Se daqui a cinco anos o Sufjan fizer uma versão de “Hotline Bling” acho que a sensação vai ser um pouco como essa de ouvir pela primeira vez Bonnie “Prince” Billy cantando “The Cross”, do clássico Sign O’ the Times, do Prince. Gravado no lendário John Peel, essa versão solitária, triste e desafinada é uma verdadeira surpresa e uma breve sensação de tranquilidade que apenas baixa logo nos primeiros acordes e fica. (DF)

5. Field Music – “Disappointed”

Não se esqueça nunca. Se você quiser uma banda pop dos últimos 10 anos que encapsule tudo que já houve de melhor entre os anos 70 e 80 vá de Field Music. Cada um dos singles desse período é repleto de refrões maravilhosos, backing vocals lindamente sincronizados, baixo firme e linhas de teclado pop enquanto a bateria e a guitarra ditam e quebram o ritmo. “Disappointed” é mais um tiro certeiro do grupo. Apenas delicie-se. “But if you want me to be right everytime / You’re going to be disappointed”. (DF)