Coluna Azul: Ron Henderson & Choice of Colour – Soul Junction

19.02.2016 — Blog

ron-henderson-choice-of-colour-soul-junctionNão há informações, não há fotos e não há resenhas sobre Soul Junction, lançado em 1976 por Ron Henderson e seu grupo Choice of Colour. Por isso essa Coluna Azul vem com essa foto estourada e essas poucas palavras, mas com o entusiasmo de sempre, pois faz muito tempo que Soul Junction volta aos meus ouvidos. Tudo nele me chama a atenção, pois obviamente a linha entre o soul/funk e o brega de meados dos anos 70 estava bastante tênue para Ron e isso fica claríssimo na capa do álbum e em cada faixa.

Porém, se engana quem imagina que escutará um disco bobo e batido. “I’ll Be Around”, faixa que abre o disco, é um soul emocionante com Ron alternando o seu falsetto e o seu canto mais grave em uma canção que poderia muito bem ser dos Montclairs num dia mais otimista. “What About Love”, suave e bonita, impressiona por Ron sempre brincar com a tênue linha citada sem deixar que sua voz caia pro romantismo sem limites. Uma voz impressionante que pode não ter sido aproveitada em sua totalidade, mas que conforta e faz dançar sem que as pessoas há quilêmtros e anos de distância tenham que buscar aquela imagem pré-concebida de um clássico cantor de soul dos anos 70. É simplesmente impossível imaginar o seu rosto ou as possíveis caretas que Ron faz ao cantar. Soul Junction é um disco bonito e dançante que passa por baladas (“All Man Can’t Be Wrong”), gospel (“Freedom for the Stallion”), soul intimista (“Mary Green”) e lindos hits (“Don’t Take Her Love for Granted” e “I’ll Be Around”), todas feitas por um completo desconhecido. Isso deveria ser o suficiente para atiçar a sua curiosidade.