Coluna Azul: Inez Foxx – At Memphis

26.02.2016 — Blog

ine-foxx-at-memphis

Antes de At Memphis, de 1973, Inez Foxx era conhecida por um hit que havia lançado com o seu irmão Charlie em 1963, chamado “Mockingbird”, depois de At Memphis, não houve um outro disco de Inez. O típico presente de deus, pois tudo o que precisamos ouvir da cantora está aqui, em um lindo disco lançado pela Volt, selo da Stax, e nada mais.

Ou seja, nove canções do mais puro soul sulista com abertura para um pouco de leveza pop logo de cara em “There’s a Hand That’s Reaching Out” e na dançante ”You Don’t Want My Love (All You Want Is My Loving)”. Abertura também para um pouco de estranheza na parte final com a faixa/entrevista  “Mousa Muse”.  Porém, o que faz desse disco um pedaço de plástico imperdível é o deep soul que Inez imprime no restante. “Let Me Down Easy” parece uma faixa produzida para Charles Bradley com a poeira ainda na capa e um ar moderno na produção, assim como a bela e mais funk “Crossing Over the Bridge” e seus backing vocals perfeitos e a linda balada “I Had a Talk With My Man”, que inevitavelmente clama por Aretha. “The Lady, the Doctor and the Prescription” apenas crava com letras garrafais a Memphis desse álbum com uma canção cheia de quebras e um natural poder que sai da voz dessa mulher. Poder que emana desse olhar de soslaio, de uma foto apenas.