5 músicas da semana – 20/03/2016

22.03.2016 — Blog

terrance-martin

1. Terrace Martin – “Think of You” (feat. Kamasi Washington and Rose Gold)

Terrace Martin, o produtor e homem por trás dos arranjos de To Pimp a Butterfly, lançará seu novo disco solo em breve, chamado Velvet Portraits. Para um dos primeiros singles do álbum ele chamou nada menos que Kamasi Washington para produzir um suave jazz, com um lindo duelo de saxofones, meio R&B e bem bonito com Rosegold fazendo sua balada. (Denis Fujito)

2, スケートリンクSkating Rink m “いつもあなたのことを考え”

Esse beat me faz perceber que a vida não deveria – apesar de ser – muito mais do que uma fase de um adventure em 2D do Super Nintendo. INTERNET PASSION 4K é um belo disco de vaporwave, cheio de beats obesos e suados para entupir seus ouvidos de gostosura. “いつもあなたのことを考え” é uma dessas canções curtinhas que te fazem querer voltar pra ouvir de novo até cansar. (Flávio Seixlack)

3. 猫 シ Corp. — “都市フォーラム Consumer [kahvi]”

Sons gravados durante uma viagem à Finlândia se transformaram no belo e quase depressivo disco que é ショップ @ ヘルシンキ, do sempre talentoso 猫 シ Corp. Belo porque os beats são realmente redondos, mas quase depressivo porque tudo lembra os passeios com mamãe e papai no shopping center na década de ’90. Mentira, a verdade é que às vezes fica um pouco difícil assumir que esse som de praça de alimentação me deixa realmente satisfeito. (FS)

4. Mark Pritchard — “Beautiful People (feat. Thom Yorke)”

Daqui dois meses o produtor Mark Pritchard vai lançar o disco Under The Sun pela Warp. Dele já podemos ouvir “Beautiful People”, que não apenas conta com a participação de Thom Yorke como tem um leve quê de Kid A. Bonita, simples, leve… tudo o que alguém com o mínimo de sanidade sobrando precisa quando cai a noite e o vento teima em não refrescar a cabeça. (FS)

5. Julianna Barwick – “Nebula”

Há alguns anos Julianna Barwick vem me ensinando sobre o tempo. Ela me ensina que esperar não é exatamente um verbo interessante, que ter paciência e sentir os dois minutos virarem cinco, a ida virar caminhada e os passos largos virarem passos mancos são sempre essenciais se você quiser extrair algo da parte do dia que voa. Não necessariamente esperar. “Nebula” é um dos mais lindos presentes de Julianna que vem com um discurso em forma de vento. (DF)