5 músicas da semana – 03/04/2016

04.04.2016 — Blog

oddisee-alwasta

1. Oddisee — “No Reservations”

Apesar de Alwasta ter sido lançado na semana retrasada, “No Reservations” caiu como uma luva ao longo dessa semana mesmo: “If I could make time, I would make nothing else“. A gente segue envelhecendo, sem dó, mas nunca sentimos o tempo passar de maneira uniforme, apesar de seus passos cronometrados, suas voltas perfeitas. Mas no fim são realmente as ressalvas que entram na nossa frente embaçando a verdadeira face do tempo. “I ain’t got no plans, trying to keep it that way / I’m just trying to do what I want to do every hour, minute, second of the day / I never make reservations, I won’t hold none neither / what I bring to the table is the truth / so I know I’m always right this way“. E as expectativas. (Denis Fujito)

2. KARATE KING 空手王 — “Your Number O N E”

Vamos, por um momento só que seja, esquecer tudo o que acontece fora desse quarto? Abandonar a realidade e ouvir SENSUAL パラダイス no talo enquanto fazemos amor? Vamos nos arrastar do sofá para a cama e usar drogas enquanto suamos muito? Claro que eu quero muito mais do que isso, mas hoje eu só quero isso. Sem DR, sem tretas, sem dor de cabeça. Apenas amor. “Your Number O N E” é a necessária mistura de R&B, disco, vaporwave e funk que vem lá da Alemanha para nos encher de libido aqui no Brasil. (Flávio Seixlack)

3. Discobear — “Dr. Goodvibes”

Essa noite eu sonhei que recebia a visita do Doutor Boas Vibrações. Ele carregava, além de uma mala com um Dreamcast e Shenmue I e II, uma jarra de sojurinha de aproximadamente 5 litros. No sonho, ele me dizia para eu não me preocupar com nada. Que a vida nada mais é que um estágio, uma etapa antes de algo mais glorificante, um degrau. Evitei discordar e apenas sorri, enquanto lutava para não acordar e vomitar, voltando ao pesadelo de preocupações mundanas e cotidianas. Eu apenas sorri. (FS)

4. 18+ — “Drama”

Tinha algo que impedia que o meu sono chegasse e o baixo forte fazia as paredes de casa vibrarem. Tinha certeza que o prédio inteiro estava sentindo o mesmo do que eu, apesar de ser 3 horas da manhã. Quem não gostaria de um dueto amoroso, bonito, estranho e dramático em plena madrugada? De uma batida vazia para o baixo poder ressoar por todo o bairro. Quem gostaria de dormir quando há tanto assim para sentir? Só dez minutinhos. ZZZ. (DF)

5. Larkin Grimm — “Chasing an Illusion”

Que faixa maravilhosa, ambiciosa, triste. “I feel dead inside, don’t you?“. Michael Gira, esses oito minutos de pura emoção e verdade são todos seus. A psicodelia da faixa e a dança da exorcização são muito impactantes e só nos resta prestar atenção em cada detalhe dessa canção até os segundo finais: “And how do we go about forgiving?” (DF)