5 músicas da semana – 29/05/2016

29.05.2016 — Blog

cass-mccombs-mangy-love

1. Cass McCombs — “Opposite House”

Quando Cass acerta no ritmo, no refrão, na guitarra, na companhia, na letra e no clima temos um single maravilhoso. Tenha certeza. “Opposite House” com a sua cadência, clima anos 70, temática de chuva e um otimismo tranquilo transbordando a cada verso, é uma das canções mais bonitas que ouvi no ano até agora. O resultado final é tão intimista, que dá para ver Angel Olsen afundada no sofá cantarolando despretensiosamente, enquanto Cass faz um chá na cozinha, evitando que a chuva caia dentro de casa. (Denis Fujito)

2. Donnie Trumpet & The Social Experiment — “The First Time”

2016 tem sido um ano maravilhoso para Chance The Rapper. Seu verso em “Ultralight Beam”, do Kanye West, é um dos melhores de The Life of Pablo e sua recém-lançada mixtape Coloring Book já pode ser colocada entre o pacote de melhores de 2016. Nessa semana, ele e Donnie Trumpet soltaram uma mix contendo 10 minutos de material inédito dos tempos de Surf, o ótimo trabalho de Donnie Trumpet & The Social Experiment que completou um ano recentemente. Bonito, bonito, bonito. (Flávio Seixlack)

3. Jenny Hval — “Female Vampire”

Jenny Hval remexendo no seu passado gótico e metaleiro parece explicar o seu novo disco, Blood Bitch. “Female Vampire”, primeiro single, vem em forma de drone guiado por um synth simples e vazio enquanto Jenny, com o seu misto de delicadeza e cinismo, vai cantando e evocando fantasmas para a dança. Sem clímax, sem exaltações, apenas a noite. (DF)

4. NAO — “Girlfriend”

“Girlfriend” é a música mais sexy e bem produzida dessa semana. A cantora britânica NAO vai lançar seu disco de estreia For All We Know no final de julho e, se o restante do trabalho seguir a qualidade desse primeiro single, teremos mais um belo exemplar de como o R&B pode soar moderno e fresco, mesmo em 2016. (FS)

5. Aritus & Fibre — “Get it Right”

Não tenho escolha a não ser concordar com Thom Yorke quando ele diz que a dança é como uma arma para defesa pessoal contra a tensão do presente, e é por isso que semanalmente tento escolher pelo menos uma canção que nos faça mexer o corpo e esquecer do mundo real. O EP Virtues, do Aritus & Fibre, é bom demais nesse sentido pois traz as melhores características do future funk e samples incríves da disco music e do boogie dos anos 70 e 80. Dancemos. (FS)