5 músicas da semana – 24/07/2016

25.07.2016 — Blog

floating-points

1. Floating Points — “For Marmish Part II”

Poder caminhar é uma beleza. A simples possibilidade de andar e contemplar e perceber e comparar faz da sua vida muito mais cabível. Andar é ter a possibilidade de ver um portão que destoa de todos os outros portões que você já viu na vida e entender que você não viu portões suficientes em todos os quilômetros percorridos por suas pernas. “For Marmish Part II” me fez perceber numa caminhada desesperançosa que eu não entendo nada de portões. (Denis Fujito)

2. Sharon Jones & The Dap-Kings — “I’m Still Here”

Que baixo, que produção e que voz. “I’m Still Here” vem para resumir a carreira de Sharon Jones, sonorizar o filme sobre sua vida, Miss Sharon Jones!, e mandar a mensagem: ela ainda está aqui. Quando Sharon e os Dap-Kings acertam é difícil segurar os pés. Difícil não ter a certeza que o soul é tudo que importa nesses 4 minutos. (DF)

3. Blu & Nottz — “The Truth”

Blu e Nottz estão de volta com um EP inteirinho, chamado Titans In The Flesh, mas a suavidade de “The Truth”, faixa que abre o disco, é o que por enquanto me pegou pelo pescoço. Pela suavidade e pela batida simples e lo-fi, a canção poderia tranquilamente encerrar todo e qualquer longo dia de trabalho, me levar para casa como uma nuvem voadora. (DF)

4. Wilco — “If I Ever Was a Child”

Wilco, Schmilco. Novo disco em vista, novas canções aparecendo e velhas emoções aflorando. Foi bom eles terem aparecido despreocupados ano passado com um disco chamado Star Wars, estampando um gato na capa e canções breves e bem pop, mas melhor que isso é ouvir o Wilco fazer o negócio de sempre deles com mais preocupação também, com beleza, com a bateria leve de Glenn, com os solos lindos do velho, com o clima mais country e Jeff acalmando corações. (DF)

5. Cassius — “Feel Like Me” (feat. Cat Power)

A última vez que ouvi falar de Cassius foi quando revi Cavaleiros do Zodíaco no ano passado. Mentira, o nome Cassius Clay também foi bastante comentado no mês de junho. Mas eu não ouvia falar de Cassius, o duo francês, desde quando escutei Cat Power pela primeira vez na vida no começo dos anos 2000. Por isso não sabia o que esperar de “Feel Like Me”, nova faixa que conta com a bela participação de Cat. Só de escutar a faixa e perceber que Cat Power conseguiu se renovar sem perder a melancolia de sua voz, diria que essa parceria valeu a pena. Diria que Ali derrotou Seiya. (DF)